Resenha: Amor Plus Size - Verus Editora


Sabe aquele livro que você paquerava bastante? Aquele que fica na sua lista de compras esperando o preço baixar para você finalmente comprar? Um livro que você nem procurou resenha, ou pediu opinião de alguém, porque só de bater o olho nele você já sente uma sensação de que vem coisa boa por aí?


Foi exatamente isso que senti desde que descobri Amor Plus Size na Amazon. Por mais de seis meses eu estava com ele na lista de compras e esse mês de janeiro, FINALMENTE, eu consegui comprar e olha foi minha segunda leitura do ano e foi FODA PRA CARALHO.

Eu super levanto a bandeira de apoiar a literatura nacional, e sempre que posso vou comprando e procurando novos autores e a Larissa Siriani foi uma bela descoberta para 2017.



Amor Plus Size conta a vida da Maitê, uma adolescente de 17 anos que possui mais de 100 quilos e é cobrada pela família e julgada pela sociedade, assim como milhares de garotas com o IMC (índice de massa corpórea) considerado "acima do peso".

Somos levados a acompanhar a rotina de uma garota que se sente mal por sem quem ela é, muito mais porque os outros dizem que ela deveria ser "isso" ou "aquilo" do que por ela realmente se sentir assim. 

Temos uma mãe que impõe a dieta na vida da Maitê, fazendo com que ela sofra muito mais, vemos uma nutricionista que não está preocupada com o que a paciente deseja e sim o que ela acha que é bom, sem adaptar as necessidades de um adolescente.

"Ninguém vai olhar pra você se continuar desse jeito." Insinuar que eu morreria gorda e sozinha era o ponto alto de qualquer discussão entre nós."

Temos o bullying no colégio, a discriminação e rejeição das colegas de classe por ela não se enquadrar no perfil esperado pela sociedade, que é puramente imposto pelos padrões distorcidos de beleza. Sem contar, que a Maitê se diminui, se desvaloriza e acredita que não é capaz de ter o amor de ninguém, muito menos do crush do colégio.

No meio de todas essas coisas, o único que realmente enxerga a verdadeira Maitê é o Isaac, seu melhor amigo, desde a infância e vizinho. Onde ela se refugia nos momentos de dor, com quem ela se apoia e é dele que vem diariamente as doses de incentivo e amor.

"- Mas não precisa se rebaixar só pra não criar expectativa. Não tem a ver com você não ser boa o bastante, mas com ele ser cego demais pra ver."


Você não precisa estar acima do peso para sentir o que a Maitê sofre, você com certeza já ouviu de alguém que não está nos "padrões", já se olhou no espelho e pensou que poderia ter nascido "assim" ou que gostaria de tirar "um pouquinho aqui".

Você já fez alguma dieta. Você já quis não ter comido tanto. Você já quis não sentir fome.

Eu sei, você sabe, o que você fez para se sentir bonita, para ser igual aquelas modelos magérrimas, pra se olhar no espelho e se sentir maravilhosa.

"Milhares de garotas como eu que olhavam no espelho e se achavam imperfeitas. Centenas e centenas de garotas que entravam em uma loja qualquer e saíam cabisbaixas porque não conseguiam encontrar uma calça em tamanho maior que 44."

Em Amor Plus Size lidamos com os problemas de uma sociedade que cultua como belo apenas o que é vendido pela moda, aqueles padrões absurdos que tornam as pessoas doentes.


O livro aborda de uma forma delicada assuntos pouco discutidos, doenças que quase ninguém vê. A Maitê é um simbolo de superação, de empoderamento, é o que eu gostaria de ser, é o que eu gostaria que todas as mulheres conseguissem ser. Se eu tivesse lido esse livro nos meus 14 anos, talvez eu não tivesse passado pelos problemas que passei, talvez a minha visão da vida seria outra. 

Por isso, eu peço que você deveria dar a toda jovem, adolescente que você conhecer o Amor Plus Size, porque talvez ele impeça muitas garotas de seguirem por caminhos distorcidos, em busca desses "padrões de beleza".

"Como se veem é um reflexo do que são, ou do que gostariam de ser?

Se você quiser conhecer mais sobre o livro, você pode participar do grupo no Facebook da autora Larissa Siriani e dá uma olhadas nas redes sociais dela, além de segui o canal dela no Youtube com dicas inclusive para autores iniciantes.

4 comentários

  1. Olá!
    Gostei muito da sua resenha. Já vi algumas pessoas falando super bem desse livro. Ele acabou de entrar, definitivamemte, para minhs enorme lista! Hahaha
    Eu acabei me identificando muito com as situações da protagonista... De, às vezes, não se enquadrar no "padrão de beleza" imppsto pela sociedade. Eu calço 39 e, pra mim, é muito difícil comprar sapatos pq nas lojas em que eu vou nunca tem essa numeração. As vendedoras ficam olhando meio sem graça, outros ficam com aquele olhar zombateiro, etc... É sempre desconfortável comprar sapatos.
    Eu sempre ficava (e fico) muito triste quando alguém fazia/faz chacota com isso... Tenho certeza que isso não é nada comparado ao que muitas jovens sofrem por estarem acima do peso ou qualquer outro fator que não esteja no padrão de beleza da sociedade, mas, ainda sim, foi um pouco traumático, na hora das compras, não ter um pé 36.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own Dannii obrigada pelo comentário! Então, compre sim, pq é o tipo de livro que aborda temas atuais, problemas sofridos por essa Ditadura da beleza. E cm vc falou, todas sofremos algo, até na compra de um calçado. Caso sirva de consolo, eu calço 40 e nunca encontro nada no meu número, só em loja Especializada, o que é uma droga.

      Excluir
  2. Olá,
    Gostei do livro abordar um tema tão importante para adolescentes.
    Não estou nessa fase do livro, mas é uma boa indicação.

    ResponderExcluir