Larissa Siriani e sua mensagem de empoderamento feminino


A entrevista de hoje é com autora do livro Amor Plus Size lançado pela editora Verus, e vamos conhecer as opiniões da Larissa Siriani a respeito da mulher no mercado editorial.

Seu livro aborda temas que deveriam ser debatidos em nossa sociedade com maior frequência, com o intuito de orientar essa geração adolescente que passa por tantos problemas. Eu fiz uma resenha do livro (AQUI) e posso dizer que é uma ótima indicação para o público jovem.



1. Qual é a maior dificuldade para mulher quando ela inicia no meio editorial?

Acho que isso varia um pouco dentro de cada gênero, mas com certeza a maior dificuldade é se provar enquanto escritora. É muito comum que as pessoas (tanto homens quanto mulheres) achem que uma mulher só sabe escrever romance.

Isso acaba se tornando um empecilho enorme na vida de mulheres que escrevem terror, fantasia ou suspense, por exemplo, gêneros que são normalmente tidos como "masculinos". Homens não querem ler os livros por acreditarem que serão romances e mulheres não querem ler porque acham que não serão bem escritos como os de um homem. Para uma mulher se firmar nesses gêneros, precisa engolir muito sapo.

2. Já vivenciou algum preconceito por ser mulher no meio editorial? Se sim, qual?

Não por ser mulher, exatamente, mas por escolher escrever para jovens mulheres. Praticamente todos os meus títulos são histórias sobre garotas no fim da adolescência, descobrindo a si mesmas e o mundo.

Muitas pessoas enxergam o meu gênero e o meu público como menor, menos exigente, quando na verdade é uma audiência muito difícil de navegar e de agradar.


3. Qual foi a maior dificuldade em publicar um livro juvenil que passa mensagem de empoderamento feminino?

Não senti tanta dificuldade em publicá-lo, mas sim em escrevê-lo. Acho que vivemos numa época em que as pessoas - especialmente mulheres jovens - estão pedindo por mais representação na mídia, e isso teve impacto direto na minha contratação. Mas escrever um romance que fuja deliberadamente dos esteriótipos que cresci lendo, especialmente da constante baixa auto-estima das personagens principais, foi a verdadeira batalha. 

A gente é tão cercada de maus exemplos que muitas vezes os reproduz sem sequer se dar conta. Ainda hoje descubro coisas em Amor Plus Size que poderia ter feito melhor, outras coisas que poderia ter mostrado, mas é um processo. Quando a gente se propõe a fazer um trabalho mais diverso e prova pras pessoas que elas precisam desse diferencial, é difícil não dar certo!

Gostou dessa entrevista? Manda um recadinho para a autora no Facebook, Instagram ou Twitter!

16 comentários

  1. Olá!
    Gostei muito do seu blog e adorei a entrevista com a Larissa. Eu já tinha ouvido falar dela nos grupos literários e este livro parece ser bem interessante. Anotando a dica aqui.
    Beijos.
    Cássia Pires



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn brigada! Anota sim, a Lari é um amor!

      Excluir
  2. Hey!

    Não conhecia a autora, nem o livro. Adorei a entrevista, me identifiquei um pouco.

    Sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yay! Que bom que conheceu ela, espero que goste do livro.

      Excluir
  3. Adoro o livro da autora, super simpática, acompanho ela no youtube com os diários de escrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \o é muito bom né? Também adoro a Lari no YTB.

      Excluir
  4. Menina eu to é louca para ler esse livro, gosto tanto do empoderamento que fico surtada quando vejo um livro para comprar, gostei muitíssimo de conhecer a autora e sua mensagem!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwnn corre pra ler mulher! Que bom que gostou <3

      Excluir
  5. É engraçado os rótulos que recebemos né? Homem só gosta do gênero policial e mulher de romance. Mulher só escreve romance e por aí vai... Eu tenho alguns livros da Larissa, mas acredita que não li nenhum ainda? Que vergonha! Não tinha visto este dela ainda. Bom saber.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é né? Rótulos em todos os aspectos de nossas vidas. Corre pra ler e vem faalar comigo *-*

      Excluir
  6. Olá, muito legal a entrevista e o tema escolhido, ainda não li nada da autora, mas gostei muito da autora, vou procurar conhecer os livros dela, bjs

    ResponderExcluir
  7. Sou louca pra ler esse livro ❤
    Espero poder ler em breve. Amei a entrevista. Empoderamento na adolescência deve ser show! Hahahaha louca pra ver como a autora aborda isso.

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Adorei saber um pouco mais sobre a autora e sua obra.
    Já tinha ouvido falar e até li algumas resenhas, mas o livro em si eu ainda não tive oportunidade.
    A premissa é bem interessante e creio que a construção da obra para o público alvo deve ter sido difícil e fico intrigada para conferir esse resultado.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  9. Que bacana a entrevista! Não conhecia a autora e fiquei curiosa agora após conhecê-la um pouquinho mais.
    Acho importante conhecer e indicar obras que promovam o empoderamento feminino!
    Beijos!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir