O Gato Preto - Edgar Allan Poe em Quadrinhos


Edgar Allan Poe é um dos autores mais conhecidos do mundo, suas obras estão vivas e conquistam novos fãs a cada ano. Só nesse ano de 2017 tivemos o prazer de ter duas editoras nacionais publicando obras do autor, cada qual com uma edição única.

Resolvi trazer pra vocês a primeira adaptação em quadrinhos da Editora Martin Claret, que foi lançada recentemente e que traz um dos contos mais famosos do autor: O Gato Preto.


Em uma edição de apenas 71 páginas, a editora trouxe à vida as imagens que cada uma de nós criamos ao ler essa obra, pensando nisso, você tem duas opções nesse livro: a primeira é ler os quadrinhos primeiro ou a segunda que é ler o conto na íntegra.

É importante eu destacar aqui, porque não vi muita gente comentando a respeito, mas quero avisá-los que os quadrinhos não são a versão completa do conto, não são todos os trechos e escrita, como a editora mesmo informou é uma adaptação, então temos o contexto de uma forma geral. E foi isso que eu senti falta, queria mais das imagens, mais do texto, mais páginas com essas ilustrações tão bonitas.


O Gato Preto conta a história do narrador do livro, que sempre foi um homem apaixonado por animais desde sua infância, ao casar-se juntou seu amor pelos animais com o de sua esposa e ambos possuíam uma casa repleta de animais, de várias espécies, sendo Plutão (o gato preto) o animal preferido de ambos.


O animal era inteligente e vivia a seguir seu dono, por todos os lugares, nessa época os gatos pretos eram associados a bruxaria e muitos acreditavam que eles eram bruxas disfarçadas. Essa informação é importante para que você no final da leitura possa compreender como uma justificativa para todos os mistérios que ocorrem.


"Em especial, tínhamos um fato excepcionalmente grande e gracioso, inteiramente preto, e de uma sagacidade impressionante. Plutão - esse era seu nome - era meu companheiro favorito."

Eu fico refletindo se essa crença não é utilizada como uma forma de "desculpa" para todas as atrocidades e crueldades realizadas pelo narrador durante o livro. Acredito que o Poe quis deixar nas mãos do leitor a decisão dos motivos para tudo o que aconteceu.


Com o passar dos anos o narrador muda sua personalidade doce e afável e torna-se um homem frio e agressivo, essa agressividade acaba por definir um dos momentos mais cruéis desse conto.

Outro ponto interessante na obra é o trabalho de cores utilizada pelos ilustradores para exemplificar a mudança de comportamento, a áurea de crueldade é acentuada nos tons vermelhos e pretos.


Depois disso o narrador só piora, ele revela um lado cruel, indiferente e calculista. Presenciamos um assassinato que ocorre da maneira mais estúpida e violenta possível, mas o que o narrador faz após isso é o que causa maior espanto.

A naturalidade que ele dá ao acontecido é o ápice desse conto, é o momento que eu tenho certeza que ele é insano ou que sempre foi uma pessoa ruim, mas que estava apenas disfarçando.


"Fui levado a usar um linguajar imoderado com minha esposa, por fim, cheguei a impingir-lhe violência física."

Poe é um autor capaz de despertar essas dúvidas no leitor, ficamos tentando entrar na mente dos personagens, queremos entender os motivos. Não é a toa que ele é conhecido pelos temas mórbidos e obscuros, ele trabalha muito bem e traz isso de uma forma muito completa.



Caso você não saiba, eu participo do Projeto 12 Meses de Poe da Anna Costa (clique aqui) onde todos os meses somos convidados a ler um conto e um poema do autor. Confesso que não estou lendo todos os meses, mas isso é uma das melhores coisas do projeto, a não obrigatoriedade.


Então se você quiser saber mais sobre o autor, saber que ele não tem só esse lado obscuro, vai no Anna Costa ou no Projeto que com certeza você vai encontrar coisas muito legais.
Livro cedido em parceria com a editora e ela está ciente que só falamos opiniões sinceras e não somos influenciados só porque recebemos o livro. 
Seja bom ou ruim, nosso compromisso é com você leitor, que merece saber a verdade sobre o que sentimos lendo.

Você vai gostar de ler também...

16 comentários

  1. Olá Yara!

    Gostei sobre as diferenças que você abordou presentes no quadrinho. Adorei as fotos, estou louca por essa edição, tentei adquirir em uma loja física mas não tinha :/ acho que terei que recorrer as lojas virtuais mesmo. Essa característica que certos ilustradores utilizam de utilizar cores e tons diferentes para mudar o clima da história é maravilhosa né, gosto de artistas que trabalham assim! Adorei a resenha foi sucinta e muito bem escrita!!!! <3

    http://cronicasdeeloise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn no site da Claret ou na Amazon você pode encontrar e comprar! Espero que goste da leitura (:

      Excluir
  2. Olá, eu vi esses livrinhos quando foram lançados e queria poder comprar tudo. Adoro essa ideia de transformas histórias em quadrinhos. Já tive a oportunidade de ler uma obra obra assim e fiquei encantada.
    As ilustrações estão belíssimas e com certeza uma história contada pelo Poe acaba ficando mais rica dessa forma. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, muito mais rica, dá imagem a nossa imaginação e isso é tão legal! *-*

      Excluir
  3. Oi, tudo bem? As ilustrações são maravilhosas. Achei muito legal ter a adaptação da história em quadrinhos, claro que algo sempre se perde pois os quadrinhos são mais resumidos, ainda assim a história parece ser ótima. beijos

    ResponderExcluir
  4. QUe sensasional, eu não conhecia essa versão da obra, mas amei a ideia de fazer uma novela gráfica, tem uma pegada bem diferente do livro, e as ilustrações são de tirar o folego de tão lindas. Dica incrível.

    ResponderExcluir
  5. Yara que livro maravilhoso menina, com toda certeza eu adoraria ler, suas fotos me deixaram apaixonadas e vindo do Poe, anotaria qualquer dica de livro, ainda mais sendo em quadrinhos que sou viciada.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Tenho lido muitas adaptações de clássicos para HQ, mas em todos, senti a história completa, mesmo que adaptadas. Isso é o que importa no gênero. Quanto a ficar querendo mais, eu quis também, mas por conta do belo trabalho feito. Este eu não li, mas gostei e vou anotar para ler. O desenho está muito bonito.
    Bjs Rose.

    ResponderExcluir
  7. Que fofurinha esse livro, quero pra mim. O que gostei desse livro é que tem a adaptação e o original, como deve ser. A editora sempre arrasando em suas publicações. ‘ele é insano ou que sempre foi uma pessoa ruim’ todos nós somos, o que diferencia é o que fazemos com isso. Entre o que sentimos e materializamos.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    O gato preto é um dos meus contos favoritos do Poe. Tenho um livro com vários contos, mas fiquei apaixonada por essa edição que você apresentou. ou acabar adquirindo a obra só pela beleza.
    Parabéns pela resenha
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Oiie!

    Tenho ouvido falar bastante desse autor, inclusive por conta desse projeto. Mas não tinha certeza se conseguiria ler ou não. E achei os HQ's uma ótima chance de conhecer um pouco dele e quem sabe partir para os contos propriamente ditos, né?

    Adorei a resenha e as fotos!

    Beijos

    http://leelerblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?
    Poe é bem famoso mesmo, mas não lembro se já cheguei a ler algo dele, tenho a impressão de que já. Ainda quero pegar algo dele para ler, mas tipo assim, pegar sério mesmo. Não sei se deu de entender. Achei esse livro muito bonito, as ilustrações e a capa. Gostei da jogada de cores que você disse, acrescenta algo a mais na obra. Só tenho um pequeno problema com adaptações, não sou muito fã porque prefiro ler coisas na íntegra. Adorei a indicação.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  11. Oie
    nunca li nada do autor e com certeza essa série uma ótima opção para começar, adoro hqs e adoro o gênero, a combinação é perfeita, ja anotei a dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Eu adoro o Poe, mas não sou fã de Hq's, então não sei se leria por agora, mas tenho que confessar que fiquei muito curiosa sobre esta obra.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  13. Ficou lindaaaaaaaaa essa edição.
    Eu comecei a ler essa obra, mas quando começou os maus tratos contra o gatinho eu parei.
    Não tenho coração pra isso não, viu. Não conseguir seguir adiante. Enfim, não vou ler nunca isso porque parte meu coração e eu fico muito puta só de pensar em maltratarem animais! Kkkkkkkkkkkkk.

    Beijos!

    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
  14. Que coisa mais invejável deve ser esse quadrinho. Acho uma ótima oportunidade também para conhecer melhor o autor e sua escrita.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir