Resenha: A Chama Dentro de Nós - Editora Record


A Chama Dentro de Nós é o segundo livro da série os Elementos da autora Brittainy C. Cherry, conhecida pelo sucesso Sr. Daniels, também lançado pela Editora Record. O primeiro livro "O Ar que Ele Respira" foi lançado ano passado e assim como os outros, são romances com histórias fortes e intensas. Cada livro tem a proposta de trazer um dos elementos: água, fogo, terra e ar.

Eu não li o primeiro livro, então posso dizer que você pode ler cada um deles de forma independente, conversando com a Kah do Books and Carpe Diem, que leu os dois livros, ela informou que não há ligação nenhuma, o que normalmente não ocorre em uma série.

Caso você nunca tenha lido a autora, eu preciso te dizer que ela escreve sempre de uma forma apaixonante, é difícil você não se deixar levar pela escrita da Brittainy, mesmo que a história não seja uma das melhores, ela sabe te encantar da forma certa.


Em A Chama Dentro de Nós somos apresentados a duas realidades distintas: a Alyssa vem de uma família consideravelmente rica e financeiramente estável; o Logan vem do subúrbio, trabalha pra ter o que comer, e algumas vezes isso não é o suficiente.

"Descobri que um lar não é um lugar específico, mas a sensação que temos quando estamos com as pessoas que são importantes para nós, um sentimento de paz que apaga os incêndios da alma."

Mas esse livro não é sobre uma garota rica e um cara pobre, é sobre duas pessoas de universos distintos mas que emocionalmente possuem algo em comum: problemas familiares.


Alyssa sofre porque o pai dela abandonou a família para correr atrás de um sonho: ser músico e o Logan sofre por ter nascido num ambiente dominado pelas drogas e pela violência.

Os dois se conhecem adolescentes, se tornam amigos e dependentes um do outro. Percebemos que essa amizade é "colorida demais" e só eles dois não percebem isso. Quando Logan e Alyssa decidem aceitar o amor que existe dentro deles, assumem um relacionamento sério, mesmo contra as opiniões adversas, as drogas põem em risco esse relacionamento e a partir de um fato vemos a vida dos dois mudar drasticamente.



"Quando encontramos alguém capaz de nos fazer rir quando nosso coração está triste, não podemos deixá-lo escapar. Esse é o tipo de pessoa que muda nossa vida para melhor."

Nesse livro somos apresentados a dura realidade de algumas famílias:

DROGAS
O Logan tem um pai traficante, uma mãe viciada e todos os seus tormentos e demônios são originados das drogas. Acompanhamos o dia-a-dia de um jovem que cresceu nesses universo e que também é viciado, mas que não acredita nisso. Ele acha que é capaz de sair dessa sozinho, que não é vício, é apenas pra esquecer a sua vida.

O número de jovens no Brasil entre 13 e 15 anos que usam ou experimentaram drogas ilícitas, segundo uma pesquisa divulgada pelo IBGE referente ao ano de 2015, aumentou de 7,3% para 9%, comparado ao ano de 2012.

Em 2016 foi divulgado o Relatório Mundia de Drogas e nele percebe-se que uma a cada 20 pessoas entre 15 e 64 anos fez uso de pelo menos algum tipo de droga no mundo em 2014. Cerca de 12 milhões de pessoas usam drogas injetáveis e 14% destes vivem com HIV. A taxa de mortalidade relacionada ao uso de drogas equivale a cerca de 207 mil mortes.

São números que retratam não só a dependência, mas as consequências do uso das drogas, que cada vez começam mais cedo na vida dos jovens.



VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
A mãe do Logan é viciada em drogas e vive um relacionamento abusivo com o pai dele. Eles não são casados, mas ela sempre possui dividas com ele, para sustentar o vicio. Essas dividas são cobradas e sempre que o pai de Logan aparece na casa deles é pra espancar a mãe por estar devendo dinheiro. Isso acontece desde que ele era uma criança, e sempre que ele tenta interferir e "salvar" a mãe da violência, ele apanha de igual maneira.

A mãe do Logan é completamente entregue e devastada as drogas, ela não consegue se sustentar sozinha, não possui estrutura suficiente e como exemplo do que é o relacionamento abusivo e dependência das drogas, mesmo sofrendo ela sempre fica ao lado do pai do Logan. Acredita que ele a ama e por isso faz tudo o que faz.


"A maioria das pessoas acreditava que o amor era uma recompensa, mas eu sabia que não. Tinha visto minha mãe amar meu pai durante anos,, e nada de bom veio desse sentimento. O amor não era uma benção, era uma maldição, e, uma vez que você o deixava entrar em seu coração, ele o queimava por completo."

VIOLÊNCIA INFANTIL
O Logan foi iniciado no mundo das drogas aos sete, oito anos enquanto esperava pela mãe e isso aconteceu pelas mãos do próprio pai. Um trago de maconha para ele se aquecer do frio. E depois mais um, depois outras drogas, depois o vício.


Apesar de ser um romance new adult, de ser um livro sobre como o amor pode ferir, mas também salvar e apesar do tema principal ser a superação. É importante ressaltar que nele temos uma "amostra" da realidade vivenciada por diversas pessoas, no mundo todo. São pessoas que tentam superar o vício das drogas, são famílias que lutam pra salvar a vida dos seus filhos, porque muitas vezes é um caminho sem volta. Quando falta estrutura e apoio, mesmo que um viciado tenha consciência e saiba que precisa largar o vício, é difícil pra ele enfrentar tudo isso sozinho.

Decidi que não ia falar apenas do romance, queria trazer para vocês um conteúdo útil, algo que pudesse fazer você refletir. Afinal, esse é o intuito de um autor quando aborda temas difíceis não?


Apesar de ter sentindo falta de alguns pontos terem sido fechados no livro, de acreditar que ele foi extenso demais, poderia ter sido mais objetivo. E de que em alguns momentos ele fugiu totalmente da realidade, eu recomendo a leitura caso você goste de um romance com temas fortes.
"Essa era a coisa mais legal da vida: mesmo quando os dias se tornam sombrios, você sempre recebe outra oportunidade, uma segunda chance para renascer das cinzas."

Livro cedido em parceria com a editora e ela está ciente que só falamos opiniões sinceras e não somos influenciados só porque recebemos o livro. 
Seja bom ou ruim, nosso compromisso é com você leitor, que merece saber a verdade sobre o que sentimos lendo.

Você vai gostar de ler também...

14 comentários

  1. Coisa linda de mamãe. Rsrs
    Ai amiga eu adorei o livro. Concordo com você que alguns pontos ficaram por fechar. O que acaba sendo um tanto decepcionante mas eu adorei o livro.
    Quanto ao primeiro: Pluto é meu. Não divido. Rsrs
    Suas fotos??? #morta coisa mais linda.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oiii Yara tudo bem?
    Realmente eu adoraria ter a oportunidade de ler esse livrinho, fico feliz que tenha trazido a resenha para nós, aliás está sendo o queridinho para todos os leitores, dica anotada e lindas fotos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Que dica,ein?! Eu não li ainda mas já li muitas resenhas desse livro e todas falando muito bem da obra! Estou curiosa e querendo ler ainda mais! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Estou curiosa para ler esse livro. Tenho visto comentários positivos e sua resenha despertou ainda mais meu interesse. Logo que tiver oportunidade, estarei lendo. Ficaram ótimas as fotos! bjo

    ResponderExcluir
  5. Olá, adorei seu post e essas informações complementares foi algo muito legal, infelizmente esse livro não foi tão bom como o primeiro, mas mesmo assim se tiver a oportunidade vou dar uma chance. Bjs

    www.livrosemretalhos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bom?
    Já conhecia o livro Sr. Daniels e O Ar que Ele Respira, mas não sabia que esse último era de uma série. Confesso que romance não é meu gênero preferido, mas dependendo da história até me interesso. A premissa desse parece bem interessante, até porque não foca só em um romance. Adorei a resenha.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  7. Eu estou com bastante vontade de ler esse livro desde que vi a capa haha achei maravilhosa! Eu não porque mas gosto de livros que abordam temas fortes, deixam minha envolvente e ao mesmo tempo percebo no quanto esses problemas modificam toda uma estrutura familiar, o que me faz se apegar mais aos personagens. Espero ter a chance de conhecer a história do Logan e da Alyssa ♡ só achei meio curioso que as histórias do primeiro e segundo livro não tem ligação, mas é isso! Parabens pela resenha, ficou super objetiva e além de mostrar a história do livro, apresenta fatos do nosso cotidiano. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu já conhecia os livros da série através dos blogs que costumo ler e fiquei bem feliz de saber que pode ser lido de aleatória (eu não sou muito fã de série)rs
    Eu gosto de temas fortes e já está anotado.
    Parabéns pela resenha.
    bjS

    ResponderExcluir
  9. Uma pena que você não tenha gostado tanto do livro. Eu não li ainda, mas por conta dos assuntos polêmicos que ele retrata, é um livro que está na minha lista. Triste vê como as pessoas estão entrando ainda mais cedo nas drogas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não conheço a escrita da autora, apesar de ter dois de seus livros aqui em casa, não vejo a hora disso mudar. O tema familiar por si só é conturbado, com todos esses adendos, nem se fala. Estou curiosa, espero apreciar a leitura.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  11. Oi Yara, tudo bem?
    Eu estou louca para ler esse livro, porque me encantei com a escrita da autora quando li "O ar que ele respira". Deu para ver que os temas abordados nele são ainda mais difíceis que do outro e acho que vou sofrer um pouco com essa leitura kkkk.
    Achei uma pena você falar que sentiu falta de alguns pontos serem fechados na história, pois O ar que ele respira teve um final bem amarrado. Mas, de qualquer forma, adorei sua resenha e ainda espero fazer essa leitura em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Droga, violência doméstica e violência infantil são assuntos bem fortes e densos, e mesmo que ele tenha fugido da realidade preciso conferir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Bom saber que pode ser lido de forma independente. Acho as capas bem bonitas e já conheço a autora. ‘Ele acha que é capaz de sair dessa sozinho, que não é vício, é apenas pra esquecer a sua vida.’ Infelizmente, muitos acreditam nisso. O livro parece ser forte.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Que resenha hein.. adorei! E concordo a Britanny te seduz de uma forma maravilhosa, suas histórias são bem escritas, e prendem do inicio ao fim. Gostei de saber mais sobre esse livro, temas como esses são ótimos se bem desenvolvidos. Estou com o primeiro livro aqui e não vejo a hora de ler e me apaixonar por esses personagens lindos!

    Beijos!
    https://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir