Resenha | Meu Amigo Dahmer | Darkside Books

by - domingo, dezembro 10, 2017


Meu Amigo Dahmer foi o primeiro livro lançado pelo selo Graphic Novel da editora parceira Darkside Books. Esse livro foi escrito por Derf Backderf e lançado após várias tentativas e uma publicação independente O escritor foi amigo durante o período da escola, de um dos maiores serial killers dos Estados Unidos, o Jeffrey Dahmer.


Eu comecei a ler Meu Amigo Dahmer sem ter a menor noção de quem era o Jeffrey, então isso pra mim foi um ponto positivo. Afinal, eu conheci o Jeffrey adolescente e pela visão dos amigos. Isso seria um motivo pra ter empatia por ele? Não. Não tem como ler e não perceber logo de cara que o Dahmer é completamente perturbado.


O primeiro capítulo do livro reproduz o Dahmer encontrando um gato morto na estrada e levando o animal para casa, para DISSOLVE-LO. Pronto. Basta só essas primeiras páginas pra que você não consiga mais ter qualquer tipo de empatia por ele, o que é muito bom, afinal estamos falando de um serial killer.


Dahmer sempre foi um garoto tímido, reservado e que passava batido pelos colegas. Até que no segundo ano do ensino médio, como forma de chamar atenção pra si, ele começa a fingir ataques epilépticos e imitar a fala arrastada e as convulsões de pessoas com paralisia cerebral. Esse "show" dele acabou chamando atenção de outros adolescentes que se "divertiam".


Nessa mesma época o Dahmer começou a desenvolver sua orientação sexual, ele era homossexual, e escondia de todos, assim como a maioria dos jovens dos anos 70. O que ninguém sabia era que o Jeffrey imaginava homens mortos,ou seja, cadáveres em sua cama.


Jeffrey Dahmer passava por problemas em casa, os pais não se entendiam, acabaram se separando e iniciando um briga judicial pesada. Ele usava a bebida pra esquecer os conflitos familiares, mas principalmente os conflitos internos.


Ele não era um garoto normal, ele sabia disso e não pedia ajuda. Ninguém tampouco percebeu o jovem perturbado que ele era, nem professores, nem familiares e muito menos os amigos. Talvez uma ajuda psicológica tivesse impedido a morte das diversas vítimas do Dahmer. Só que não houve ninguém, ninguém que percebesse.


Meu Amigo Dahmer vai até o primeiro assassinato cometido pelo Dahmer ainda em sua cidade natal, 2 semanas após o término do ensino médio, quando oferece carona a um rapaz na estrada. O livro contém quase todas as fontes utilizadas pelo Derf, algumas páginas possuem complementação sobre o conteúdo, o que acaba deixando a história muito completa.


O que mais chama atenção nessa Graphic Novel é a intensidade dos traços preto e branco, e dimensão dos desenhos de acordo com os acontecimentos. Em alguns momentos temos o Dahmer em tamanho quase que completo da página, como uma tentativa bem sucedida de maximizar as atitudes dele.
É uma edição em capa dura, digna da Darkside Books, que possui rascunhos reais escritos pelo autor, o que nos permite comparar como é o processo de desenho no papel e para impressão.



Como o livro não oferece um completo relato do que o Jeffrey foi capaz de fazer, peguei o livro Serial Killers - Anatomia do Mal também lançado pela editora, para ler sobre o Dahmer serial killer. É chocante e eu fiquei completamente enojada quando descobri o que o ele era capaz de fazer com as vítimas. Jeffrey Dahmer seduzia homens e adolescentes, assassinava e praticava necrofilia, canibalismo e lobotomia.

"As gavetas da cômoda no quarto estavam repletas de fotos Polaroid de partes de corpos e cadáveres mutilados - incluindo uma foto de um torso corroído dos mamilos para baixo por ácido...
Dentro de um freezer, a polícia encontrou 3 cabeças humanas, além de uma variedade de órgãos: intestinos, pulmões, figado, rins e um coração."

Jeffrey Dahmer cometeu 17 assassinatos, foi preso, julgado como plenamente ciente das suas faculdades mentais e condenado a prisão perpétua. Porém, foi assassinado na cadeia, por um prisioneiro.

A coisa mais impressionante do Dahmer é a forma natural com a qual ele conta os assassinatos e como ele é plenamente ciente de que seus atos são pura responsabilidade dele, tem uma entrevista, a última que ele deu antes de morrer para a televisão que eu fiquei chocada com a forma que ele fala:


Meu Amigo Dahmer foi adaptado para o cinema e produzido de forma independente por isso não tem nenhuma previsão sobre seu lançamento aqui no Brasil. Nos Estados Unidos foi lançado de forma limitada em novembro desse ano. Espero que alguma distribuidora compre os direitos e lance aqui no Brasil.


 E vocês, conheciam a história desse serial killer? Já leram Meu Amigo Dahmer? Deixa sua opinião a respeito!

Já viu essas postagens?

14 comentários

  1. Acho que é interessante ler a Graphic Novel e assistir o filme, pois são duas experiências boas para se ter,
    Acho a história do Dahmer bem curiosa e tenho uma vontade enorme de assistir o filme, o livro li e meu deus que interessante.. Agora a Graphic me parece algo bem diferente da história.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho muito interessante a forma como uma Graphic Novel é montada isso eu digo, mas o que não posso falar é que o tema abordado nesse caso me dê aquela ânsia por ler, pois como bem sabemos não é um gênero que me chame a atenção, mas de qualquer forma é um tema interessante para se conhecer. Gostei das suas considerações e das fotos, estão ótimas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não costumo ler Graphic Novel, não porque não gosto, mas por falta de hábito mesmo.
    A história por si só já chama a atenção, juntando a premissa combinado com as ilustrações e toda a diagramação deixaram a obra ainda mais interessante.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Eu não sei se gostei mais das fotos ou da resenha em si! Nunca tinha tido o menor interesse na HQ, mas também não sabia que era sobre um serial killer! Agora eu super quero, mas vou assistir o filme primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha <3 obrigada! Mulher, o filme tá ruim de chegar aqui no Brasil :'(

      Excluir
  5. Oie
    nossa, quero esse livro para ontem. Como sempre, a edição esta linda e adorei também as ilustrações, muito interessante sua resenha e a história no geral, já esta na minha lista de desejados

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nossa eu fiquei super curiosa para ler!
    Parece ser ótimo tudo, eu adoro ler esse tipo de livro que nos mostra mais sobre a mente humana e o que ela pode fazer!

    Anotei a leitura.
    https://florescendolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiiii!!
    Primeiro preciso te parabenizar por esse post. Está muito completo. Incrível!!
    Eu até salvei para ver os videos com calma...
    Eu sempre via essa capa e nunca liguei o nome ao famoso serial killer.
    Agora preciso ler esse livro pra ontem!!!
    Muito obrigada por essa dica!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que legal que você gostou tanto assim <3

      Excluir
  8. Oii tudo bem?
    Que bacana que o autor foi colega do outro, isso eu não sabia mesmo, com toda certeza adoraria ler, pois nunca li uma graphic novel e parece ser uma ótima oportunidade, gosto de tudo que envolva serial killers, então amaria sim, dica anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morgs mulher, se joga! EU também estou entrando nesse universo agora haha

      Excluir